1.1.05

Tanka

Porfia
Desafiar
fiar
desconfiar

Foi um erro que passou em minha vida
Eu errei
tu erraste
nós erramos

Após Paulinho da Viola

Sobre o tempo
Amou demais
por cinco meses
e três ais

Looping Tropeço
no fim
o começo

Amor de elevador
Sobe e desce
cai
e desaparece


Diz-se
Reedito
o maldito
pelo dito

Aprés Chico Buarque (Pois é)

Raiz
A pétala
leva o vento
fica o pé

Delírico
Canto de jardim
branco banco de lírio
lira e jazzmim

Vá de retro, visão!
Amada, uma bosta!
E esta faca enterrada
nas minhas costas?

Amar é...
Amar
vem em ondas
como o mar 1

*Após Lucrécio (Da Natureza), Vinicius de Moraes (O dia da criação) e Lulu Santos & Nelson Motta (Como uma onda).

No dos outros
É trivial
Serguei na Rússia e bicha
em Portugal

Naufrágio
Tua beleza
marola mar amar
minha tristeza

Viração
Volta, passarinho,
há um vazio
no nosso ninho

Gueixas
ame-as ou deixe-as

Após Leminski

Sinal Fechado
Não tem porque
perder a linha
por um OB

Drible
Nada mal
pensa o amante
do Gre-Nal

Porto Alegre
Pôr-do-sol
azul e vermelho
vem chuva ou futebol

Balanço
Padeço
liquidez de pensamento
em estado gozoso

Brinde à Khayyam
A taça
contém vinho
não o desejo

Uma taça contigo
só marulha
o desejo contido

All_pista
Assustei-te, passarinho,
para voares
sem ao menos um beijinho

MST
poema dilacerado
faz o arado
no chão

Causo
Aplauso!
No caos caso
com acaso.

Fidelidade
Jack, o cortês
corteja e descarta
uma por vez

Poda
Jasmim
sem ti aqui jaz
mim

In coerência
Homero acusa
Dionísio & Platão
em Siracusa

Esca_la-da
Sol em ascensão,
um girassol tresloucado
meu coração

Codificado
Coração
dança no meu peito
feito pião

Catarse
Um bom momento
dá N voltas
no meu pensamento

oh tempora, oh mores
Duas línguas
quatro dentaduras perfeitas
lá se vão os anéis

Solidão
No seco galho
o pássaro cego padece
chuva e orvalho

Prisão
Encima do galho seco
abaixo de chuva
entre vista o pássaro cego

à francesa
Balzac
na j'acuse
é oh! menàge!

Temporal
Ato falho
o pássaro molhado
no seco galho

Oriente-se
Samurai
Haraquiri, sepuku, haikai
ou vai o racha

PT x Marxismo
Foice mais um gole
do martelo
da prole no farelo

Desorientado
Cheio de dedos
um bolso e três braços
foram trocados

Segunda via
Não há mal nenhum
termos, eu e Platão,
algo em comum


Suporte
Bolinar teclado
com dedos de vino
pecado divino

Prontidão
Na rodoviária toda semana
eu e o cão Argos
reconhecemos quem nos ama

Diagnóstico
Ulisses coitado
viajou
no passado

Viagem
Ao luar
sereno
rio do mar

Atração Fatal
Brincar é bom
diz a libélula
à luz neón

Epigmático
Lua cheia
na cama a aranha
tenteia


Que importa
lua na janela
e tramela na porta

Feriadão
Feriado gordo
não fosse isto
seria a kilo

Videoeclipse
Foi assim
ela me despiu
e depois saiu

Procto
A vista
é outro preço
diz o oculista

15.12.04

Tsunami

O tsunami é uma onda gigante gerada por distúrbios sísmicos. O termo tem origem no japonês "tsu" (porto, ancoradouro) e "nami" (onda, mar).
Quero ser o tsu
da tua nami!

Sobre o tempo

Amou demais
por cinco meses
e três ais

29.11.04

Amar é...

Amar
vem em ondas
como o mar 1


1. Após Lucrécio (Da Natureza), Vinicius de Moraes (O dia da criação)  e Lulu Santos & Nelson Motta (Como uma onda).


9.11.04

Suporte

Bolinar teclado
com dedos de vino
pecado divino

Viagem

Ao luar
sereno
rio do mar

Epigmático

Lua cheia
na cama a aranha
tenteia